English [en]   Deutsch [de]   español [es]   فارسی [fa]   français [fr]   italiano [it]   日本語 [ja]   Nederlands [nl]   português do Brasil [pt-br]   русский [ru]   Shqip [sq]   українська [uk]   简体中文 [zh-cn]   繁體中文 [zh-tw]  

Esta é uma tradução da página original em Inglês.

GNU é o único sistema operacional desenvolvido especificamente para dar liberdade aos seus usuários. O que é GNU, e qual liberdade está em jogo?

O que é GNU?

GNU é um sistema operacional que é software livre – que é, o respeito a liberdade de seus usuários. O sistema operacional GNU consiste em pacotes GNU (programas especificamente lançados pelo Projeto GNU) bem como software livre lançado por terceiros. O desenvolvimento do GNU tornou possível o uso de um computador sem um software que ameace sua liberdade.

Nós recomendamos a versão instalável do GNU (mais precisamente, distribuições GNU/Linux) que sejam totalmente software livre. Mais sobre GNU abaixo.

Teste o GNU/Linux

 [Captura de tela do Guix 0.15 com GNOME 3 desktop] 

Guix 0.15 com GNOME 3 desktop, navegador web Epiphany, reprodutor de vídeo Totem e emulador de terminal do GNOME

 [Captura de tela de Trisquel 8 com o MATE desktop]   [Captura de tela do GuixSD 0.15 com GNOME 3 desktop]   [Captura de tela do PureOS 8 com GNOME 3 desktop] 
Trisquel 8 & MATE Guix & GNOME 3 PureOS 8 & GNOME 3

... ou Tente partes do GNU

O que é o Movimento de Software Livre?

As campanhas de movimento de software livre visam devolver aos usuários de computador a liberdade que vem de software livre. O software livre coloca seus usuários no controle de sua própria computação. O software não-livre coloca seus usuários sob o poder do desenvolvedor do software. Veja a explicação em vídeo.

O que é Software Livre?

Software Livre significa que os usuários tem liberdade para executar, copiar, distribuir, estudar, alterar e melhorar o software.

Software Livre é uma questão de liberdade, não de preço. Para entender o conceito, você deve pensar em “livre” como em “discurso ivre”, não como em “gratuidade”.

Mais precisamente, software livre significa que os usuários de um programa têm as quatro liberdades essenciais:

  • A liberdade de executar o programa como quiser, para qualquer propósito (liberdade 0).
  • A liberdade de estudar como o programa funciona, e alterá-lo de forma que ele faça sua computação como você deseja (liberdade 1). Acesso ao código-fonte é uma pré-condição para isso.
  • A liberdade de redistribuir cópias e assim você pode ajudar outros (liberdade 2).
  • A liberdade de distribuir cópias de suas versões modificadas para outros (liberdade 3). Ao fazer isso, você pode dar a toda uma comunidade a chance de se beneficiar de suas alterações. Acesso ao código-fonte é uma pré-condição para isso.

Desenvolvimentos em tecnologia e uso em rede tem tornado essas liberdades ainda mais importantes agora do que eram em 1983.

Hoje em dia o movimento de software livre vai muito além de desenvolver o sistema GNU. Acesse o website da Fundação Software Livre para saber mais sobre o que fazemos, e uma lista de maneiras que você pode ajudar.

Mais sobre GNU

GNU é um sistema operacional semelhante ao Unix. Isso significa que é uma coleção de muitos programas: aplicativos, bibliotecas, ferramentas de desenvolvimento e até jogos. O desenvolvimento do GNU, que começou em Janeiro de 1984, é conhecido como Projeto GNU. Muitos dos programas em GNU são lançados sob auspícios do Projeto GNU; estes são chamados pacotes GNU.

O nome “GNU” é um acrônimo recursivo para “GNU's Not Unix!” (em português, é traduzido como “GNU Não é Unix!”). “GNU” é pronunciado como “menu”, com “g” em vez de “me”, e como o herbívoro africano “gnu”.

O programa em um sistema semelhante ao Unix que aloca recursos da máquina e conversa com o hardware é chamado “kernel”. GNU é tipicamente usado com um kernel chamado Linux. Essa combinação é o Sistema Operacional GNU/Linux . GNU/Linux é usado por milhões, apesar de muitos o chamarem de “Linux” por engano.

O kernel próprio do GNU, O Hurd, começou em 1990 (antes do Linux começar). Voluntários continuam desenvolvendo o Hurd porque ele é um projeto técnico interessante.

Mais informação

Planeta GNU RSS Feed

FreeIPMI 1.6.4 Released : https://ftp.gnu.org/gnu/freeipmi/freeipmi-1.6.4.tar.gz o In libfreeipmi, add additional workarounds for packets that are re-ordered during sensor bridging. o In libfr...

GNU Scientific Library 2.6 released : Version 2.6 of the GNU Scientific Library (GSL) is now available. GSL provides a large collection of routines for numerical computing in C. This release i...

Coding workshop (Ballarat, VIC, Australia) : This workshop, presented by Sturm Software Engineering, will teach you how to code on a free software project, and guide you through the whole proc...

Para mais notícias, acesse Planet GNU e a lista de lançamentos recentes GNU.

Tome Partido

Mais itens de ação

Você pode contribuir para alguma dessas Áreas de Alta Prioridade?

  • Sistema operacional de telefonia livre,
  • decentralização, federação e auto-hospedagem,
  • design de hardware, firmware e drivers livres.
  • bate-papo em vídeo e voz em tempo real,
  • incentivar a contribuição por pessoas sub-representadas na comunidade,
  • e mais.

Você pode ajudar a manter um pacote GNU?

Veja a página de pacotes para mais informação.

Lançamentos recentes GNU

Breve descrição para todos os pacotes GNU

Pacote aleatório de hoje…

MemPool

A biblioteca MemPool é uma biblioteca independente para alocação de memória. É uma biblioteca de alocador de bloco que usa um único conjunto de memórias de tamanho fixo para alocar blocos de memória de tamanho variável e exporta funções semelhantes a malloc, realloc e free. Destina-se a simular alvos de baixa memória no GNU/Linux e outros sistemas, ou substituir completamente o gerenciamento de memória do sistema. (doc)

TOPO

[Logo da FSF]“A Free Software Foundation (FSF) é uma organização sem fins lucrativos com a missão global de promover a liberdade de usuários de computador. Nós defendemos os direitos dos usuários de software.”

PARTICIPE COMPRE

A FSF também tem organizações irmãs na Europa, América Latina e Índia.
Sinta-se à vontade para se juntar a elas!