English [en]   français [fr]   日本語 [ja]   português do Brasil [pt-br]   русский [ru]   简体中文 [zh-cn]  

Esta é uma tradução da página original em Inglês.

Rótulos web de licença de JavaScript

Se você é um webmaster que implanta JavaScript minificado em um site, aqui está um método para declarar suas licenças e locais de código-fonte sem alterar os próprios arquivos minificados. É especialmente útil nos casos em que o JavaScript está sob uma das licenças GNU, mas não inclui a permissão adicional proposta na Seção 3.2 de Configurando seu JavaScript livre, por Loic Duros.

O método de rótulos web de licença de JavaScript é destinado a arquivos de código JavaScript minificado. Esse método está em conformidade com as condições relevantes nas licenças de software GNU e permite que o LibreJS confirme a exatidão das informações em um site.

O uso de rótulos web pressupõe que os arquivos fonte JavaScript correspondentes contenham avisos de licença que os liberam adequadamente sob uma licença livre. O código compilado não é livre, a menos que seu código-fonte seja, e indicar a licença é essencial para a liberação adequada do código-fonte livre. Se você não fez isso, você deve fazer isso primeiro.

Você também pode usar rótulos web em arquivos JavaScript não minificados para indicar suas licenças de uma forma que um programa possa reconhecer; mas estes são arquivos fonte, então, por favor, não deixe de dar a eles avisos de licença legíveis. Omitir essas informações cria incerteza sobre o status legal desses arquivos.

O método de rótulos web não é aplicável ao JavaScript embutido incluído diretamente nas páginas HTML – suas informações de licença devem estar declaradas diretamente nessas páginas.

Para obter mais explicações sobre por que criamos esse formato, veja o raciocínio.

Escrevendo a página de rótulos

Adicione uma página para os rótulos web de licença de JavaScript para seu site. Você pode usar qualquer caminho ou nome de arquivo que seja mais conveniente para você; outros encontrarão através de links. A página deve incluir uma tabela marcada com o atributo id="jslicense-labels1". Esse nome permite que ferramentas automatizadas localizem a tabela com facilidade e informem qual formato esperar. Cada linha dessa tabela conterá três células, fornecendo informações sobre um arquivo JavaScript independente usado no site, sua licença e como os visitantes podem obter seu código-fonte.

A primeira célula de cada linha nomeia um arquivo JavaScript usado pelo site. A célula deve conter uma tag de âncora que vincula a esse arquivo, assim como as tags script em todo o site.

A segunda célula fornece informações sobre a licença desse arquivo JavaScript. A célula deve conter uma marca de âncora cujo link se refere ao texto completo da licença e cujo texto fornece o nome completo da licença, e se a licença tiver várias versões, o número da versão e se o arquivo está licenciado em versões posteriores da licença. Bons identificadores de licença e seus links associados são:

A terceira célula fornece um link para o código-fonte do JavaScript. O arquivo de código-fonte pode ser um arquivo JavaScript único e não minificado, um arquivo .tar.gz ou um arquivo .zip. Se um arquivo fonte incluir vários arquivos JavaScript, o arquivo fonte deverá incluir um arquivo denominado 00-INDEX que relacione a ordem na qual os arquivos de origem individuais devem ser concatenados para produzir um único arquivo equivalente ao que está hospedado no arquivo local. Se o JavaScript, conforme veiculado a partir do site e vinculado a partir da primeira célula, já estiver no formato de código-fonte, vincule-o novamente à mesma URL nessa célula.

Abaixo está uma tabela de exemplo para ilustração. Este site usa apenas um arquivo JavaScript: uma versão reduzida do jQuery 1.7, distribuída sob a licença Expat. A tabela lista o arquivo com as informações de licença correspondentes e um link para o código-fonte completo:

<table id="jslicense-labels1">

<tr>
<td><a href="/js/jquery-1.7.min.js">jquery-1.7.min.js</a></td>

<td><a href="http://www.jclark.com/xml/copying.txt">Expat</a></td>

<td><a href="/js/jquery-1.7.tar.gz">jquery-1.7.tar.gz</a></td>
</tr>

</table>

Essa página pode incluir outros textos e marcações, incluindo o layout normal e as ferramentas de navegação do seu site, mas a tabela deve ser exibida com destaque nela.

Links para página de rótulos

Em cada página que usa JavaScript, inclua um link que aponte para a página de rótulos descrita acima. Marque esse link com o atributo rel="jslicense", para que as ferramentas automatizadas possam encontrá-lo. Por exemplo, seu link final pode ser assim:

<a href="/about/javascript" rel="jslicense">JavaScript license information</a>

Esse link pode ser pequeno, mas deve estar claramente visível para as pessoas que visitam nosso site.

Notas

Se você fizer essas coisas, estará em conformidade com as condições relevantes nas licenças de software GNU, como a Licença Pública Geral GNU. Elas também devem ser suficientes para cumprir muitas outras licenças de software livre, mas não podemos dizer com certeza que elas cumprirão todas elas. Como sempre, certifique-se de entender e seguir as condições de licença de qualquer software livre que você distribuir.

TOPO

[Logo da FSF]“A Free Software Foundation (FSF) é uma organização sem fins lucrativos com a missão global de promover a liberdade de usuários de computador. Nós defendemos os direitos dos usuários de software.”

PARTICIPE COMPRE