English [en]   العربية [ar]   Deutsch [de]   español [es]   فارسی [fa]   français [fr]   മലയാളം [ml]   Nederlands [nl]   polski [pl]   português do Brasil [pt-br]   русский [ru]  

Esta é uma tradução da página original em Inglês.

Movimento Software Livre

As pessoas usam sistemas operacionais de software livre, como o GNU/Linux, por vários motivos. Muitos usuários mudam por razões práticas: porque o sistema é poderoso, porque é confiável, ou pela conveniência de poder alterar o software para fazer o que você precisa.

Essas são boas razões – mas há mais em jogo do que apenas conveniência. O que está em jogo é sua liberdade e sua comunidade.

A ideia do Movimento Software Livre é que os usuários de computador merecem a liberdade de formar uma comunidade. Você deve ter a liberdade de ajudar a si mesmo, alterando o código-fonte para fazer o que for necessário. E a liberdade de ajudar o próximo, redistribuindo cópias de programas para outras pessoas. Também a liberdade de ajudar a construir sua comunidade, publicando versões aprimoradas para que outras pessoas possam usá-las.

Se um programa é software livre depende principalmente de sua licença. No entanto, um programa também pode ser não livre porque você não tem acesso ao seu código-fonte, ou porque o hardware não permite que você coloque uma versão modificada em uso (isso é chamado de “tivoização”).

Nossa definição detalhada de software livre mostra como avaliamos uma licença para ver se ela torna o programa software livre. Também temos artigos sobre certas licenças específicas explicando as vantagens e desvantagens de algumas licenças que se qualificam e por que outras licenças também são muito restritivas para se qualificar.

Em 1998, o termo “código aberto” (open source) foi criado e associado a visões consideravelmente diferentes das nossas. Essas visões citam apenas as vantagens práticas do software livre e evitam cuidadosamente as questões mais profundas de liberdade e solidariedade social que o Movimento do Software Livre levanta. A ideia de código aberto é boa até onde vai, mas apenas risca a superfície do problema. Não nos importamos em trabalhar com os defensores do código aberto em atividades práticas como o desenvolvimento de software, mas não concordamos com seus pontos de vista e nos recusamos a operar com o nome deles.

Se você acha que a liberdade e a comunidade são importantes por si só, junte-se a nós com orgulho usando o termo “software livre” e ajude a espalhar a palavra.

TOPO

[Logo da FSF]“A Free Software Foundation (FSF) é uma organização sem fins lucrativos com a missão global de promover a liberdade de usuários de computador. Nós defendemos os direitos dos usuários de software.”

PARTICIPE COMPRE