Esta é uma tradução da página original em Inglês.

O curioso incidente da Sun no período noturno

Deixamos esta página no lugar por causa da história, mas até dezembro de 2006, a Sun está no meio de um relançamento de sua plataforma Java sob a GNU GPL. Quando esta alteração de licença for concluída, esperamos que o Java da Sun seja software livre.

por Richard M. Stallman
24 de maio de 2006.

Nossa comunidade tem ficado boquiaberta com o boato de que a Sun fez sua implementação de software livre Java (ou “código aberto”). Os líderes comunitários até agradeceram publicamente à Sun por sua contribuição. Qual é a nova contribuição da Sun para a comunidade FLOSS?

Nada. Absolutamente nada – e é isso que torna a resposta a esse não incidente tão curiosa.

A implementação Java da Sun continua sendo um software proprietário, exatamente como antes. Não chega perto de atender aos critérios do software livre ou dos critérios semelhantes, mas um pouco mais frouxos, para o código aberto. Seu código-fonte está disponível apenas sob um termo de confidencialidade.

Então, o que a Sun realmente fez? Ela permitiu uma redistribuição mais conveniente dos binários de sua plataforma Java. Com essa mudança, as distribuições GNU/Linux podem incluir a plataforma Java não livre da Sun, assim como algumas agora incluem o driver nVidia não livre. Mas o fazem apenas ao custo de não estar livre.

A licença da Sun tem uma restrição que pode ironicamente reduzir a tendência dos usuários a aceitarem software não livre sem pensar duas vezes: ela insiste que o distribuidor do sistema operacional obtenha o acordo explícito do usuário para a licença antes de permitir que o usuário instale o código. Isso significa que o sistema não pode instalar silenciosamente a plataforma Java da Sun sem avisar aos usuários que eles têm software não livre, já que alguns sistemas GNU/Linux instalam silenciosamente o driver da nVidia.

Se você olhar atentamente para o anúncio da Sun, verá que ele representa com precisão esses fatos. Ele não diz que a plataforma Java da Sun é software livre ou mesmo código aberto. Ele apenas prevê que a plataforma estará “amplamente disponível” nas “principais plataformas de código aberto”. Disponível, isto é, como software proprietário, em termos que negam sua liberdade.

Por que esse não-incidente gerou uma reação grande e confusa? Talvez porque as pessoas não leiam esses anúncios com cuidado. Desde então, o termo “código aberto” foi cunhado, vimos empresas encontrarem maneiras de usá-lo e seu nome de produto na mesma frase. (Eles não parecem fazer isso com “software livre”, embora pudessem se quisessem.) O leitor descuidado pode notar os dois termos em proximidade e falsamente assumir que um fala sobre o outro.

Alguns acreditam que este incidente não representa os passos exploratórios da Sun para eventualmente liberar sua plataforma Java como software livre. Vamos torcer para que a Sun faça isso algum dia. Gostaríamos de receber isso, mas devemos guardar nossa apreciação pelo dia que realmente ocorre. Nesse meio tempo, a Armadilha do Java ainda está aguardando o trabalho de programadores que não tomam precauções para evitá-la.

Nós do Projeto GNU continuamos desenvolvendo o Compilador GNU para Java e o GNU Classpath; fizemos um grande progresso no ano passado, então nossa plataforma livre para Java está incluída em muitas das principais distribuições GNU/Linux. Se você deseja usar o Java e ter liberdade, por favor, entre e ajude.

Disponível para esta página:

[en] English   [bg] български   [es] español   [fr] français   [nl] Nederlands   [pl] polski   [pt-br] português   [ro] română  

 [Logo da FSF] “A Free Software Foundation (FSF) é uma organização sem fins lucrativos com a missão global de promover a liberdade de usuários de computador. Nós defendemos os direitos dos usuários de software.”