English [en]   português do Brasil [pt-br]  

Esta é uma tradução da página original em Inglês.

A FSF anuncia o suporte a projetos de software livre que substituem componentes do .NET da Microsoft

Uma versão texto simples deste comunicado de imprensa está disponível.

PARA DIVULGAÇÃO IMEDIATA

Contato com a mídia: Free Software Foundation
Bradley M. Kuhn <pr@gnu.org>
Telefone: +1-617-542-5942

Boston, Massachusetts, EUA - Segunda-feira, 9 de Julho de 2001 - A Free Software Foundation anunciou hoje o suporte a dois projetos de Software Livre, Mono e DotGNU, que irão oferecer alternativas de Software Livre para componentes do sistema .NET da Microsoft. Os projetos Mono e DotGNU irão cada um oferecer soluções diferentes, porém complementares.

O Projeto Mono é uma iniciativa da comunidade para desenvolver uma versão em Software Livre, baseada em GNU/Linux, da plataforma de desenvolvimento .NET da Microsoft. Ao incorporar componentes chave do .NET, incluindo um compilador C#, um compilador just-in-time para o Common Language Runtime, e uma suíte completa de bibliotecas de classe, o Projeto Mono irá permitir que os desenvolvedores criem aplicativos .NET e rodem-nos sobre o Windows ou qualquer plataforma suportada pelo Mono, incluindo GNU/Linux e Unix. O Projeto Mono é liderado pela Ximian, a empresa de Software Livre co-fundada por Miguel de Icaza, que levou o ambiente de desktop do GNU GNOME a um grande sucesso. A URL para o projeto é http://www.go-mono.net.

O Projeto DotGNU é uma iniciativa da comunidade para desenvolver Software Livre viabilizando serviços e autenticação descentralizados. O Projeto DotGNU é liderado por David Sugar, que também mantém o Bayonne, o sistema de telefonia do GNU, e que foi recentemente nomeado o CTO da FreeDevelopers. O DotGNU é hospedado no Savannah, o site de desenvolvimento colaborativo do GNU. A URL para o Savannah é http://savannah.gnu.org.

Richard M. Stallman, fundador do Projeto GNU e presidente da Free Software Foundation, disse: “Com Mono e DotGNU, nós esperamos fornecer boas alternativas aos componentes do .NET, alternativas que irão respeitar sua liberdade e sua privacidade. Você poderá utilizar as facilidades do Mono e do DotGNU tanto com Internet quanto sem ela, e utilizando servidores da sua escolha.”

“Nós estamos assumindo a liderança em fornecer uma plataforma de desenvolvimento atualizada que habilita desenvolvedores Unix e GNU/Linux a capitalizarem sobre o framework do .NET. Ao fazer com que o Projeto Mono reutilize o trabalho realizado nos projetos GNU e GNOME, poderemos acelerar grandemente o processo de desenvolvimento”, disse Miguel de Icaza, co-fundador e CTO da Ximian.

Stallman acrescenta: “Mono irá permitir que você rode seus programas C# no sistema operacional livre GNU/Linux utilizando exclusivamente software livre. Com Mono, você poderá utilizar C# se você assim o desejar, sem abrir mão da sua liberdade de estudar, compartilhar, modificar e de maneira geral controlar todo o software que você utiliza.”

Sugar observa que o DotGNU irá evitar a centralização de serviços ameaçada pelo .NET, dizendo: “Nós não vemos nenhuma razão tecnológica para ter serviços hospedados e implantados por um único provedor de serviços. O DotGNU irá escalar de modo que qualquer um possa desenvolver e implantar serviços de rede, seja ele um indivíduo, grande corporação, pequeno negócio ou governo. Autenticação distribuída pode assegurar a liberdade e a privacidade dos usuários, assim como a privacidade e integridade de organizações comerciais e governamentais.”

Estes dois esforços do GNU irão assegurar que tanto usuários comerciais quanto não-comerciais terão a mesma liberdade de inovar com essas tecnologias.

Sobre o GNU:

GNU é um sistema operacional semelhante ao Unix, mas Software Livre. O desenvolvimento do GNU foi iniciado em 1984.

GNU/Linux é a combinação integrada do sistema operacional GNU com o kernel, Linux, escrito por Linus Torvalds em 1991. As várias versões do GNU/Linux têm uma quantidade estimada de 20 milhões de usuários.

Algumas pessoas chamam o sistema GNU/Linux de “Linux”, mas este nome incorreto leva a confusão (as pessoas não sabem se você se refere ao sistema completo ou ao kernel, uma de suas partes), e propaga uma imagem imprecisa de como, quando e porque o sistema foi desenvolvido. Fazer uma distinção consistente entre GNU/Linux, o sistema operacional completo, e Linux, o kernel, é a melhor maneira de esclarecer a confusão.

Sobre o Savannah:

Savannah é um site de desenvolvimento colaborativo que é utilizado para colaboração e cooperação entre os desenvolvedores do GNU. Ele fornece servidores de CVS, listas de tarefas, e (junto com outros servidores) listas de e-mail e serviços de sites web. Ele utiliza uma versão do software do SourceForge, adaptada por voluntários do GNU. O Savannah pode ser encontrado em http://savannah.gnu.org/.

Sobre a Free Software Foundation:

A Free Software Foundation, fundada em 1985, é dedicada a promover os direitos dos usuários de computadores de usar, estudar, copiar, modificar e redistribuir programas de computadores. A FSF promove o desenvolvimento e o uso de software livre – em particular o sistema operacional GNU e suas variantes GNU/Linux – e documentação livre para software livre. A FSF também auxilia na propagação do conhecimento das questões éticas e políticas da liberdade no uso de software. Seu site, localizado em http://www.gnu.org, é uma importante fonte de informações sobre o GNU/Linux. Sua sede fica em Boston, MA, USA.

VOLTAR AO TOPO


[Logo da FSF]“A Free Software Foundation (FSF) é uma organização sem fins lucrativos com a missão global de promover a liberdade de usuários de computador. Nós defendemos os direitos dos usuários de software.”

A Free Software Foundation é a principal organização que patrocina o Sistema Operacional GNU. Apoie o GNU e a FSF comprando manuais e produtos, afiliando-se a FSF como um membro associado ou fazendo uma doação.