Esta é uma tradução da página original em Inglês.

Livre Opcionalmente Não É Suficiente

Há distros que nos recusamos a recomendar que oferecem ao usuário a opção de instalar apenas softwares livres. Considerando tal opção, um usuário que valoriza fortemente sua liberdade, e pensa sobre a questão, pode fazer com que essas distros respeitem sua liberdade.

Uma distro que ofereça tal opção é claramente melhor que uma que falha em oferecê-la. Mas esta opção não serve para que a distro seja recomendada em geral. Afinal das contas, a maioria das pessoas em nossa comunidade não estão conscientes desta questão. Não podemos esperar que a maioria deles escolham rejeitar softwares não livres simplesmente porque a distro oferece uma forma de fazê-lo. E não queremos liderar pessoas a instalar software não livre. Escolhemos nossas práticas para tornar isso improvável.

Então, nossa decisão sobre recomendar uma distro depende de a quem nós a recomendaríamos. Por exemplo, poderia ser:

  1. Apoiadores específicos comprometidos com o software livre que nós sabemos que se esforçarão para evitar software não livre.
  2. Um grupo grande e diverso, tal como, talvez, o público geral.

Poderíamos recomendar a distro em particular para as pessoas daquele primeiro grupo se a distro fornecer uma maneira clara e confiável de rejeitar software não livre.

Porém, quando se trata de recomendar uma distro para o público geral, nós devemos insistir (e realmente insistimos) em um compromisso explícito de não oferecer ou sugerir qualquer programa não livre. Dessa forma, sabemos que nossa recomendação dessa distro não levará o público a instalar nenhum deles.

Quais distros um festival de instalação deve recomendar ou instalar para o público? Por motivos morais, um festival de instalação não deve recomendar ou instalar programas não livres. No entanto, as pessoas trarão computadores que precisam de drivers não-livres ou blobs de firmware para funcionar – sem eles, eles irão embora desapontados e considerarão o GNU/Linux um fracasso.

Pensamos em uma ideia para conciliar essas duas necessidades: o festival de instalação instala uma distro livre e, em seguida, “o diabo” (uma pessoa usando uma máscara do diabo) se oferece para instalar os drivers não livres ou blobs de que a máquina precisa.