English [en]   العربية [ar]   български [bg]   català [ca]   Deutsch [de]   ελληνικά [el]   español [es]   فارسی [fa]   français [fr]   עברית [he]   hrvatski [hr]   italiano [it]   日本語 [ja]   lietuvių [lt]   മലയാളം [ml]   Nederlands [nl]   polski [pl]   português do Brasil [pt-br]   русский [ru]   Shqip [sq]   தமிழ் [ta]   українська [uk]   Oʻzbekcha [uz]  

EducaçãoEm Detalhes → Por que escolas devem usar exclusivamente software livre

Esta é uma tradução da página original em Inglês.

Por que escolas devem usar exclusivamente software livre

por Richard Stallman

Atividades educacionais, incluindo escolas de todos os níveis desde a pré-escola até a universidade, têm o dever moral de ensinar apenas software livre.

Todos os usuários de computadores devem insistir em software livre: ele dá aos usuários a liberdade de controlar seus próprios computadores—com software proprietário, o programa faz o que seu dono ou desenvolvedor quer, e não o que o usuário quer. O software livre também dá aos usuários a liberdade de cooperar uns com os outros e levar a vida com retidão. Essas razões se aplicam às escolas, assim como a qualquer pessoa. Porém, o propósito deste artigo é expor razões adicionais que se aplicam especificamente à educação.

O software livre pode poupar dinheiro às escolas, mas este é um benefício secundário. A economia é possível porque software livre proporciona às escolas, assim como a outros usuários, a liberdade de copiar e redistribuir o software; o sistema escolar pode fazer uma cópia para cada escolha, e cada escola pode instalar o programa em todos os seus computadores, como nenhuma obrigação em pagar para fazê-lo.

Esse benefício é útil, mas nós recusamos firmemente em fornecê-la em primeiro lugar porque é superficial em comparação com as importantes questões éticas em jogo. Mover escolas para o software livre é mais do que uma forma de tornar a educação um pouco “melhor”: é uma questão de fazer uma boa educação em vez de má educação. Então, consideremos as questões mais profundas.

Escolas têm uma missão social: ensinar seus alunos a serem cidadãos de uma sociedade forte, capaz, independente, cooperativa e livre. Elas devem promover o uso de software livre, do mesmo modo como promovem a conservação e a votação. Ao ensinar estudantes sobre o software livre, eles podem se graduar como cidadãos prontos para viver em uma sociedade digital livre. Isso ajudará a sociedade como um todo a escapar do domínio das megacorporações.

Em contraste, ensiná-los a usar programas não livres é implantar dependência, o que vai de encontro como a missão social das escolas. Escolas jamais devem fazer isso.

Por que, afinal das contas, alguns desenvolvedores de software proprietário oferecem cópias grátis(1) de seus programas não livres para escolas? Porque eles querem usar as escolas para implantar dependência de seus produtos, assim como algumas empresas de tabaco distribuem cigarros grátis nas escolas de menores(2). Eles não darão cópias grátis a esses estudantes quando eles estiverem graduados, nem mesmo às empresas nas quais eles vão trabalhar. Uma vez que você esteja dependente, espera-se que você pague, e atualizações futuras podem ser caras.

O software livre permite aos estudantes que aprendam como o software funciona. Alguns estudantes, programadores natos,quando chegam à adolescência, querem aprender tudo o que podem sobre computadores e seus softwares. Eles têm uma curiosidade intensa de ler o código fonte dos programas que eles usam todos os dias.

Software proprietário rejeita sua sede por conhecimento: ele fala, “O conhecimento que você deseja é um segredo—aprender é proibido!” Software proprietário é o inimigo do espírito da educação, de forma que não deve ser tolerado em uma escola, exceto como um objeto para engenharia reversa.

O software livre encoraja todos a aprender. A comunidade do software livre rejeita o “sacerdócio da tecnologia”, que mantém o público geral ignorante de como a tecnologia funciona; nós encorajamos estudantes de qualquer idade e situação a ler o código fonte e aprender tanto quanto eles queiram aprender.

Escolas que usam software livre permitirão que estudantes com um dom para programar avancem. Como os programadores natos aprendem a se tornarem bons programadores? Eles precisam ler e entender os programas reais, aqueles as pessoas realmente usam. Você aprende a escrever um código bom e claro lendo e escrevendo muitos códigos. Apenas o software livre permite isso.

Como você aprende a escrever código para grandes programas? Você faz isso escrevendo muitas alterações em programas grandes existentes. O software livre permite que você faça isso; software proprietário proíbe isso. Qualquer escola pode oferecer a seus estudantes a chance de masterizar a arte da programação, mas apenas se for uma escola de software livre.

A razão mais profunda para se utilizar software livre nas escolas é a educação moral. Nós esperamos que as escolas ensinem aos alunos fatos básicos e habilidades úteis, mas este é apenas uma parte de seu trabalho. A tarefa mais fundamental das escolas é ensinar como ser um bom cidadão, incluindo o hábito de ajudar uns aos outros. Na área da computação, isso significa ensinar as pessoas a compartilhar software. Escolas, começando pelo berçário, devem ensinar a seus estudantes que “se você traz software para a escola, você deve compartilhá-lo com seus colegas. Você deve mostrar o código fonte à turma, caso alguém queira aprender. Portanto, trazer software não livre para a turma não é permitido, a menos que seja para um trabalho de engenharia reversa.”

Naturalmente, a escola deve praticar aquilo que prega: ela deve trazer apenas software livre para a sala de aula (exceto objetos de engenharia reversa) e compartilhar cópias incluindo código-fonte com os estudantes de forma que eles copiem, levem para casa e passem para frente.

Ensinar os estudantes a usar software livre e a participar na comunidade do software livre é uma lição cívica levada à prática. Isso também ensina aos alunos a se espelhar no serviço público ao invés de nos magnatas. Todos os níveis da educação devem usar software livre.

Se você tem uma relação com uma escola —se você é um estudante, professor, empregado, administrador, doador ou pai/mãe— é sua responsabilidade fazer uma campanha para que a escola migre para software livre. Se uma requisição privada não atingir o objetivo, aumente a questão publicamente nessas comunidades; esta é o caminho para fazer com que mais pessoas saibam da questão e para encontrar aliados para a campanha.

  1. Aviso: uma escola que aceita tal oferta pode encontrar atualizações subsequentes bem caras.
  2. Em 2002, a companhia de tabaco RJ Reynolds foi multada em 15 milhões de dólares por distribuir amostras grátis de cigarros em eventos frequentados por crianças. Veja http://www.bbc.co.uk/worldservice/sci_tech/features/health/tobaccotrial/usa.htm.

VOLTAR AO TOPO


 [Logo da FSF] “Nossa missão é preservar, proteger e promover a liberdade de usar, estudar, copiar, modificar e redistribuir software, e defender os direitos dos usuários de Software Livre.”

A Free Software Foundation é a principal organização que patrocina o Sistema Operacional GNU. Suporte o GNU e a FSF comprando manuais e produtos, afiliando-se a FSF como um membro associado ou fazendo uma doação diretamente à FSF ou via Flattr.